sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Mãe Preta fala aos filho: Econtro com ocê, meu fio!


O florir do encontro casual   Dos que hão sempre de ficar estranhos...”
Fernando Pessoa 


                    É bão, é bão mesmo ta devolta, minha gente. Nóis ta sempre aqui juntinho a ocês, vendo os poblema, escuitando as aflição, as quexas, os negrume desse povo, uai. Eu Sou nega, sim, e nega da boa, daquelas bem sem-vergonha, qui num ta nem aí pra porqueira alguma. Ocê já parou pra pensar nisso? Quanta gente que adora se queixar das coisas, dize que ta cansado, que a coisa ta difícil, que isso, que aquilo... É tudo gente zebu, fio do capeta. Vai, minha fia, continua a reclamar desse jeito. Quando é que ocê vai tomar vergonha nessa cara. Ah, tem tanta gente que daria tudo pra ta no seu lugar. Dispois fica aí com essa cara de bunda, resmungando por causa do cansaço. Onde que ocê ta colocando seu pensamento, hein? Ta pensando só naquilo que ta faltando, naquilo que num ta bão, naquele sem vergonha que já se foi? Eu to louquinha pra ir visitar ocê. Ah, ocê num conhece a Mãe Preta, não. Ocê acha que eu num vai inté ocê? Eu vai sim, meu fio. Ocês parecem uns nenezinho. São tão mimados. Acham que são desprivilegiados, que num podem passar por dificuldades. Ficam sofrendo com essa cara de zebu. É com ocê, minha fia. Ocê qué o que? Uma mamadeira. E ocê meu fio? A vida é assim mesmo, uai. Só ocê é que fica aí tentando controlar os fatos, as pessoas. Num deu num deu, vai pra outra. Agora ocês ficam apegados uns nos outros. As pessoas são livres, uai. Tão cheias de dores e sonhos, igualzinho a ocê. Aprende a colocar o teu pensamento em Deus e pára de pensar nos otros. Eles num vão te trazer nada. Ouviu? Nada. Só Deus é capaz de dar felicidade e o amor que ocê percura.

                 Chega com esse drama. Até parece que ocê num vai agüentar de tanta dor. Fica lutando, querendo que as coisa fossem diferentes, mas não são. Pára de querer controlar a realidade, é isso que traz sofrimento, meu fio. Eu vem aqui num é pra passar a mão na cabeça doces, não. É pra acordar a força que ocê é. Ocê num é pecador, num é inferior, nem desgraçado, não. É um fio de Deus, criado à imagem e semelhança Dele. Perfeito, digno e maravilhoso igualzinho a Ele. Zóia pru seu interior, pra sua alma. Coloca ali a sua atenção e termina com esse hábito de fica zoiando pros lado e cuidando da vida dos otros, uai.

Mãe Preta se dispedi dizando: muita paz!


Início
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário