sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Mãe Preta fala aos filho: Deus está presente



“Não viemos por teu pranto
nem viemos pra chorar
viemos ao teu encontro
e estamos no teu altar
vou seguir nosso caminho
que é também seu caminhar
na força do teu carinho
esperamos nos salvar."
Geraldo Vandré

Virgem, minha Mãe, saravá Nossa Senhora! Nóis hoje vai falar de uma coisa bão demais. Daquelas bão mesmo, minha gente. É, ocês sabem como é, as coisa tem que ser clara que nem água da sanga. Nóis quer saber como faz pra sentir a presença de Deus, num é minha fia? Ocês sabem que existem certas leis que Deus respeita muito, num sabem? Em relação a nóis, existe uma que é essencial pra permitirmos a ação de Deus. Eu vai revelar a ocês, meus fio. A lei é a seguinte: Deus age com a nossa permissão, através de nóis, e nunca por nóis. Uai, minha neguinha, Deus é puro amor. Ele num entra na energia de julgamento, crítica ou culpa. Então pra ocê sentir a companhia Dele, ocê vai ter que tirar esse capetinha da sua cabeça. Será que ocê ta disposta a tirar fora todos os conceitos que a sociedade, a família e a religião impingiram na sua cabeça? Conceitos que vivem dizendo que ocê num é suficientemente digna. Então Mãe Preta vai ter que dizer que Deus ta juntinho de ocê, esperando que ocê abra a porteira pra Ele. O amor Dele por ocê é incondicional. Ele admira e apóia ocê infinitamente, mesmo que ocê pise na bola inúmeras vezes. Pra Ele, minha fia, ocê num passa de uma criancinha achando que sabe de alguma coisa. Enquanto ocê achar que só vai ser digna quando atingir a perfeição, ocê fecha a porta pro amor de Deus. Agora, minha fia, no momento que ocê se der o direito de se amar e se aceitar exatamente do jeito que é, e a partir daí começar a se apoiar e se valorizar independente do que aconteça, ocê diz ok! Ocê abre a porta pra andar constantemente na companhia de Deus. Ocê entrou na sintonia do amor Dele e, portanto, começará a escutá-Lo. A voz Dele vai soar no seu ouvido: “Eu te amo, meu fio, Eu te amo, minha fia. Lembra de Mim, seu Pai. Eu Sou Deus, o Oceano de todas as riquezas, seu Pai que te ama. Ocê é meu fio amado. Ocê é minha fia amada. Ocê é uma alma divina igual a Mim. Eu vim pra ocê, pra ser seu mior amigo e companheiro. Ocê agora ta seguro e protegido na Minha presença. Eu te amo.”
Percebe minha fia que é apenas a sua cabecinha que impede de sentir a Presença Maior do Pai. Pra Ele ocê é apenas uma criancinha achando que sabe de alguma coisa. Deus num quer sua história pessoal, Ele quer quem ocê verdadeiramente é. Ocê é muito mais do que esse papel que ocê ta encenando aqui nessa Terra, nesse teatro. Ocê consegue ver a si própria de fora? Óia lá, agora ela errou, agora acertou... que atriz mais empolgante essa, uai. Ela interpreta tão bem aquele papel que até parece que ta vivendo a própria vida da personagem. Reduziu toda a sua percepção a ele. Agora acabou a encenação. É hora de deixar o personagem de lado e voltar pru colo do Pai, uai. Aumenta sua percepção novamente e veja quem ocê realmente é: Sim, por detrás dessa sua consciência superficial, na sua essência, ocê é uma alma divina, perfeita e completa igualzinha ao Pai. Cumeça a zoiá pra lá, minha nega, pra sua verdade mais grandiosa, uai.
Mãe Preta se dispedi dizando: muita paz!





Voltar ao início

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário