sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Mãe Preta fala aos filho: a alma percisa di alimento


“Chegou o progresso e com tudo acabou.
Meu coração é muito progressista
Mas eu fiquei sentindo com o progresso
Apagou todas as recordações
Adeus banhados e figueiras grandes
Cortaram tudo hoje é um insucesso.”
Teixeirinha

                É tão bom viver na incerteza, ocês num acham? A gente nunca sabe o dia de amanhã. Que coisa mais bão isso. Só ansim nóis para de querer controlar o mundo de fora e passa a aprende que só o mundo de dentro deve ser controlado.


               - Ah, Mãe Preta, meu emprego está em perigo. Será que irão me demitir?


               - Uai, tomara que sim, minha fia. A sua segurança depende do seu emprego? Óia pra dentro, muié, pro seu interior.


               - Mãe Preta, meu marido foi embora com outra e me deixou sozinha com um filho pequeno para cuidar. Será que ele irá voltar?


               - Uai, tomara que num volte mesmo. Vai se dar o respeito. Óia pro seu interior, minha nega. Ali tem tudo o que ocê mais percisa. Num fica dependente desse tribufú.


              - Meus negócios estão entrando em falência, Mãe Preta. O que eu faço?


              - Num faz nada, meu fio, é a mior coisa. Enquanto seu mundo interior num for reconhecido, amado e valorizado, é mior que a “babilônia” de fora se despenque todinha pra ocê reconhece o seu valor. Primeiro veja se o teu valor ta sendo colocado nos teus negócios. Ocê vai se sentir menos se entrar em falência? Volta pro teu centro, meu nego, e faz crescer o status dos seus valores di alma, dispois todas as coisa material vem por atração.
Que coisa mais bão essa vida. Tudo cai por fora pra nóis aprende a volta pra dentro. Ocê quer segurança? Vai pro teu interior. Ocê quer prosperidade? Ela tá dentro de ocê. Ocê quer amor? Aprende a namorar contigo mesma, pruque ocê é riquíssima em amor. Aprende a se dar amor.
É muito importante nóis exercitar as faculdades da nossa alma. Nossa alma é muito poderosa, minha fia. Só que ela é que nem um músculo. Nóis tem que alimentar e exercitar ela pra que fique forte e bonita. Ocê alguma vez já foi na academia pra exercita o corpo e deixar ele bem bonito e porreta? Já foi? Ocê dá comida pra ele tumbém? Da mesma forma a alma percisa de alimento e de exercício. Ocê alimenta o corpo quantas vezes por dia? E quantas vezes por dia ocê alimenta sua alma? Ah, ocê num sabe como alimenta a alma, é isso? Vô Gonda sempre preguntava pros fio:


               - Ocê já dobrou o joelho hoje? Num dobrou ainda? Então tua alma deve di ta com fome. Para agora seu trabalho e vai já dobra os joelho, uai.


             Pro Vô Gonda, dobrar os joelho significava fazer oração. A alma se alimenta de luz, minha gente. Luz que emana de Deus. Inúmeros poblemas são resolvidos apenas com oração. Ocê num percisa nem se mexer, nem sair do lugar. Na verdade quando nóis se mexe muito é pra fazer besteira. O bom mesmo é ficar paradinho e ajeitar a nossa consciência. Hoje já praticou ajeitar a sua consciência? Não? Com que consciência normalmente ocê vai pro trabalho? Ocê vai pensando nos poblema, na chefia, nos poblema do Brasil, da Família? Onde é que anda a sua consciência, hein? Ela ta vagando por aí, é isso? Ta que nem uma mangueira solta indo pra todos os lados? Ora ocê pensa na família, ora no trabalho, ora nos amigos, ora nos assuntos da semana que vem, ora nas dores do passado. Como é qui ocê vai faze alguma coisa que preste com a consciência desgovernada desse jeito? Sua força vai se esvair todinha, minha nega. Ocê num tem que pensa em nada que ocê num vai conseguir ajudar, num tem que se envolve com poblema de ninguém se isso vai te desequilibrar. O seu principal papel é se manter em equilíbrio. É se manter centrada na sua essência, na sua alma. Aprende a ta consigo. Meditar é tumbém essencial pra nossa alma poder se libertar. Ocê num medita? Ah, ocê é daquelas pessoas muito ocupada, num é mesmo? Vai indo ansim, vai. Vai esquecendo de ocê. Uma hora ocê leva um tabefe daqueles bem dados pra aprender a se conhecer e valorizar sua alma. Num se esquece de ocê, não. Ocê é o reflexo de Deus e ta na Terra pra ser feliz, independente das circunstâncias externas. Isso pruque a felicidade ta no seu interior.


Mãe Preta si dispedi dizendo aos filhos: muita paz!



Voltar ao início

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário