sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Mãe Preta fala aos filho: Ocê é a alma divina



“O tempo escorreu
O tempo era meu
E apenas queria
Haver de volta
Cada minuto que passou sem mim”
Chico Buarque

             Que maravilha essa vida, uai. Que coisa bem bão viver. A mior coisa é nóis viver em contato com nossa alma, conscientes de que nóis é aquela jóia original e divina que Deus criou.


             - Ah, Mãe Preta, mas eu já errei tanto nessa vida. Estraguei meu casamento.

             - Uai, meu nego, e daí. Ocê quer uma mamadeira? Vai de novo, meu fio. Volta a atenção pra sua alma. Ela é a perfeição. Se conecta com ela e deixa ela  conduzir ocê. 


             - Minha vida ta tão difícil, Mãe Preta. São tantos problemas. A convivência com os seres humanos cansa.


             - Nossa senhora, uai. É perciso que Jesus Cristo vorte novamente pra levanta esses aleijados? Se conecta com sua alma. Ali mora toda a facilidade!
            

             - Mãe Preta, eu não entendo a senhora. Parece que a coisa é tão fácil assim, mas não é não. Nesse mundo globalizado as cobranças são muito grandes.
             

             - É mesmo, ocê é um mártir do mundo moderno, é isso? Nossa quanto sacrifício. Dispois quando ocê morrer, vão inté escrever a sua biografia.

             Essa gente ao invés de valorizar a sua alma, vão dando tanta importância ao mundo de fora, vão criando tanto peso sobre si mesmo que a vida acaba ficando triste, desanimada. Isso ai é tudo PANCA, vaidade. Querem tomar o lugar de Jesus Cristo e acabam carregando o que num podem. Pegam tantos poblemas, tantas responsabilidades. São os mártires do mundo moderno. São cheios de sacrifícios. Mas é tudo vaidade. Tão tudo querendo ser valorizado, querendo sê aceito. Uai, povo de Deus, quando que ocê vai se lembra que ocê num é esse corpo de carne que logo logo vai apodrece? Ocê num é esse corpo, não. Ocê tumbém num é seus pensamento, nem as emoção que ocê sente. Ocê num é seu nome, num é sua profissão. Ocê tumbém num é a histórinha dessa vida qui ocê tá vivendo, talvez inté se incomodando cum ela. Ocê num é pecador, num é inferior. Ocê muito menos é seus defeito. Sabe quem ocê realmente é, meu fio? Ocê é uma alma, um ser divino, perfeito e maravilhoso, criado à imagem e semelhança de Deus. Portanto, ocê é digno, poderoso, cheio de qualidades e virtudes. Ah, ocê num escuito o que essa nega disse? Ocê tá cum as orelha suja? Então limpa esse ouvido pruque eu vai repeti proce. Presta atenção! Ocê é uma alma divina, perfeita, infinitamente rica, plena, capaz, e cumpletamente poderosa. Uai, seu sem-vergonha, Deus caminha cum ocê, sempre esteve ao seu lado. Ocê tá acompanhado Dele, da sabedoria do Criador do Universo. Ele é seu mior amigo e companheiro, mas ocê tá tão esquecidinho disso que vive dando mais valor pros poblemas, pras preocupação. O medo encobriu seu sol interior e, por isso, ocê acha qui é essa porquera véia sem valor e cheia de defeito. Ocês esqueceram o quanto são ricos e poderosos, num é mesmo? Ocês esqueceram o quanto são cheios de glória, o quanto são cheios do amor de Deus. Esse tesouro todo tá encerrado dentro de ocê, meu fio. Ocê esqueceu disso tumbém, num é mesmo? Agora escuita, minha neguinha, ocê nasceu pra receber todo bem, toda felicidade, todo amor e facilidade. Ocê é um fio, uma fia amada de Deus. Pruque ocê num vorta a atençao pra sua alma?  Eu, sim, Eu Sou o que Sou. Num carrego peso de ninguém. Aprendi que minha única responsabilidade é valorizar minha alma. Por isso, minha gente, quanto mais poblema aparece, mais eu digo: “Eu Sou a mior e mais importante ser do universo”. Chega outro poblema e eu digo de novo: “Eu Sou a mior e mais importante ser do universo”. Minha alma é completamente rica, pra que eu vou me ajoelhar pra essas coisinha passageira. Eu Sou a mior e mais importante ser do universo. Vou ficar centrada na minha alma, no centro de poder que Eu Sou. A única coisa que merece preocupação é a minha alma. Num vou pegar poblema nem preocupação dos otros. Num quero ser mais uma desesperada a infernizar esse planeta. Minha única responsabilidade é me manter em equilíbrio. É deixar e manter minha alma bem forte e bunita, através do contato diário com a Fonte de Luz e amor que é Deus. Assim, nóis pode inté se um canal de Deus pra distribuir luz e ajudar tumbém, num é mesmo?
                 

Mãe Preta si dispedi dizendo aos filhos: muita paz! 

Voltar ao início
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário