segunda-feira, 25 de abril de 2011

Mãe Preta fala aos filho: nóis vem pra levantá o véu!



Eta povo bão esse, uai. Nossa comunicação é automática. Chamo por nóis, nóis vem. Apenas um pensamento nos separa. Nóis vem pra acender luz, pra relembrar ocês da origem, do poder que há dentro de cada fio de Deus. Uai, cada um de ocês é muito poderoso. É uma expressão perfeita do Pai Maior. Mas como ocês esqueceram disso, o medo encobriu a verdade de cada um de ocês. Mas nóis vem pra dizer a palavra, pra levantar o véu, pra ressucitar defunto. Ocês num são esses corpos de carne, não. Cada um de ocês é um ser de luz poderoso, divino, completo, rico e sábio. Isso parece inté muito difícil de acreditar, num é mesmo, minha fia?

       - Ai, Mãe Preta, parece muita filosofia. Como é que eu vou resolver meus problemas com essa filosofia?

       - Uai, minha flor. Volta a zoiá pru seu interior. Tira um poquinho a atenção das coisas que vem di fora e coloca o foco em ocê. Tudo o que acontece com ocê possui uma finalidade. E a finalidade é sempre a mesma: zoiá pru seu interior e enxergar as emoções que tão acontecendo lá dentro.

       - Mas e se o meu amor não voltar?

       - Ocê tá com medo, minha fia?

       - Não. Eu não tenho medo, muito menos mágoa.

       - Ai, minha fia, desse jeito a coisa complica. Ocê só vai mudar a sua realidade exterior quando assumir a responsabilidade pelos seus sentimentos, pruque o que tá fora é reflexo do que tá dentro. Mas como mudar algo sem antes num assumir a responsabilidade por aquilo?

       - Mas eu não tenho medo nem mágoa, Mãe Preta.

       - Ocê num se conhece, minha fia, só isso. E ainda tá usando uma máscara de perfeição que num deixa ocê enxergar sua escuridão. Quando ocê resolver tirar essa máscara, vai ficar frente a frente com a sua dor. Então vai ter que aprender a ser responsável por ela. Vai ter que aprender a acolhê-la, a aceitá-la, a permitir que ela exista e  então liberá-la. Mas antes de fazer isso, ocê percisa acender sua luz, percisa lembrar de Deus e de quem ocê é. Ocê é a imagem Dele, a perfeição nascida Dele. Ocê é tão grandiosa e maraviosa como Ele. Lembra que ocê veio de um reino de muita luz, grandeza, paz, segurança e unidade. É de lá que ocê veio. E ocê aceitou esquecer tudo isso e experimentar a escuridão do mundo físico. Mas agora chegou o momento de ocê recobrar a memória, minha fia. Nóis tamu torcendo do outro lado pra ocê acordar pra grandeza que ocê é, pra cumeçar a descobrir seus talentos, sua paixão, pra se ligar no seu coração. Ocê é digna, poderosa, sim, sempre foi. É um ser de luz, espírito puro e divino. Zóia pra dentro, minha fia, e usa o terceiro olho, a visão espiritual. Ocê vai conseguir enxergar quem ocê verdadeiramente é. Daqui do outro lado nóis enxerga sua dor. Ocê num tá sozinha, minha fia. Confia que há forças que trabalham a seu favor sem que ocê tenha a menor idéia disso. Ocê acha qui tá sozinha mas num tá não. Há milhares de anjos sempre a disposição de ocês e sem que ocês esperem eles tão trabalhando, trazendo uma orientação daqui, um amigo dali, inspirando um filme bão, levando ocê a enxergar a vida de uma nova perspectiva. Do nosso lado num há julgamento algum. Nóis queremu apenas que ocês confiem em ocês, que acreditem nos seus ideais e que sigam em frente, pruque Deus é quem faz as coisas acontecer através de ocês. Nóis amamu ocês mais do que ocês possam acreditar!

Mãe Preta se dispedi dizendo: muita paz!



Início
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário