segunda-feira, 25 de abril de 2011

Mãe Preta fala aos filho: as etapas da vida


       Uai, minha gente bão. Ó nóis mais uma vez com ocês. Eu num canso nunca de vir aqui pra nóis conversa, bate um papo e se alegra. Uai, eu adoro me alegra. Eu adoro vê como a vida se renova, se modifica, se reforma. Quanta sabedoria há na vida, meu fio. É tão fantástica, ocê num acha?
      
 - Por que eu iria achar, Mãe Preta? A senhora não está vendo o meu sofrimento, a minha solidão?
       
- Eta povo bão, meu nego. Eu adoro quando essa gente bão se manifesta. Se ocês num se manifestasse, nóis is ficar aqui falando pras parede. Mas ainda bem que ocês tumbém participam.
      
 - É, mas a senhora não passa pelos problemas que nós enfrentamos aqui.
     
  - Uai, meu fio, ocê tá sofrendo por causa da solidão? Que bão, meu nego. Quando ocê tava namorando num era bão?
    
   - Sim, é claro que era. Mas ela foi embora, me deixou. E agora parece que ficou tudo tão vazio na minha vida.
     
  - Que vida bão essa. Num momento é tudo bão e no outro é tudo dor. Essas são as etapas da vida, meu fio. A vida é que nem um jogo, as vezes ocê tem e as vezes ocê num tem. Por isso, é bão ocê acolher a sua dor, a sua solidão, pruque por detrás de cada cena existe um aprendizado, existe algo bão pra ocê aprender. Hoje tá chovendo e amanhã terá sol, num é assim que funciona?
   
    - Mas será que ela vai voltar, Mãe Preta?
      
 - Tomará que não, meu fio. Ocê num tá vendo que a vida tá querendo que ocê aprenda algo? Na solidão sempre há uma luz, sempre há um aprendizado muito bão. Assim tumbém é com as crises. Elas sempre são um chamado pra que ocê se aproxime mais da sua verdadeira natureza, de quem ocê verdadeiramente é. E quando ocê faz isso, ocê acessa a fonte de luz e sabedoria que existe dentro de ocê. Ocê apoia a sua consciência na divindade que existe no seu interior.
     
  - Divindade, Mãe Preta, o que é isso?
     
  - Uai, meu fio. Ocê num sabe não? Ah, ocê tá esquecido que ocê é um ser divino, maravilhoso, poderoso, valioso, mágico e especial? Ocê esqueceu sua verdadeira natureza? Ocê, tá vivendo voltado só pro mundo de fora, num é mesmo, seu sem-vergonha?  
      
 - Que isso, Mãe Preta, que falta de respeito é essa?
      
 - Agora, sim, meu fio. Se eu num falo desse jeito com ocês, ocês logo logo esquecem as coisas do espírito. É pra ocê num esquecer quem ocê é. Dentro de ocê existe tudo o que ocê tá buscando do lado de fora. Uai, quando ocê começar a conscientizar quem ocê verdadeiramente é, a sua divindade vai despertar e preencherá ocê com sabedoria e criatividade. Ocês desconhecem quem ocês são, mas nóis aqui do outro lado podemos ver direitinho o foco de luz e poder que cada um de ocês carrega consigo, só esperando ser ativado.
     
  - E o que eu faço com a minha dor?
     
  - Acolhe ela com carinho e gentileza, meu fio. Tem uma criancinha batendo na porta do seu coração, querendo ver a luz. Ocê num percebeu ainda?

Mãe Preta se dispedi dizendo: muita paz!



Início
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário